sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Chico Buarque - Morena de Angola



Letras de Músicas | Letra de Morena de Angola

Chico Buarque - Morena de Angola

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Será que a morena cochila escutando o cochicho do chocalho?
Será que desperta gingando e já sai chocalhando pro trabalho?

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Será que ela tá na cozinha grisando a galinha cabitela?
Será que esqueceu da galinha e ficou batucando na panela?
Será que no meio da mata, na moita a morena ainda chocalha?
Será que ela não fica afoita pra dançar na chama da batalha?
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
B7 E
Passando pelo regimento ela faz requebrar a sentinela
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Será que quando vai pra cama a morena se esquece do chocalho?
Será que namora fazendo cochicho com seus penduricálios?

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Será que ela tá caprichando no peixe que eu trouxe de benguela?

Será que tá no remelexo e abandonou meu peixe na tijela?
Será que quando fica choca põe de quarentena o seu chocalho?
Será que depois ela bota a canela no nicho do pirralho?
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Eu acho que deixei um cacho do meu coração na catundela
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Morena bichinha danada, minha camarada do Emepela

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Será que a morena cochila escutando o cochicho do chocalho?
Será que desperta gingando e já sai chocalhando pro trabalho?

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Será que ela tá na cozinha grisando a galinha cabitela?
Será que esqueceu da galinha e ficou batucando na panela?
Será que no meio da mata, na moita a morena ainda chocalha?
Será que ela não fica afoita pra dançar na chama da batalha?
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
B7 E
Passando pelo regimento ela faz requebrar a sentinela
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Será que quando vai pra cama a morena se esquece do chocalho?
Será que namora fazendo cochicho com seus penduricálios?

Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Será que ela tá caprichando no peixe que eu trouxe de benguela?

Será que tá no remelexo e abandonou meu peixe na tijela?
Será que quando fica choca põe de quarentena o seu chocalho?
Será que depois ela bota a canela no nicho do pirralho?
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Eu acho que deixei um cacho do meu coração na catundela
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Será que ela mexe o chocalho ou o chocalho é que mexe com ela?
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Iá, iá, iá
Morena de Angola que leva o chocalho amarrado na canela
Morena bichinha danada, minha camarada do Emepela

Chico Buarque - Quem Te Viu, Quem Te Vê



Letras de Músicas | Letra de Quem Te Viu, Quem Te Vê

Chico Buarque - Quem Te Viu, Quem Te Vê

Você era a mais bonita das cabrochas dessa ala
Você era a favorita onde eu era mestre-sala
Hoje a gente nem se fala mas a festa continua
Suas noites são de gala, nosso samba ainda é na rua
Hoje o samba saiu lá lalaiá, procurando você
Quem te viu, quem te vê
Quem não a conhece não pode mais ver pra crer
Quem jamais esquece não pode reconhecer
Quando o samba começava você era a mais brilhante
E se a gente se cansava você só seguia a diante
Hoje a gente anda distante do calor do seu gingado
Você só dá chá dançante onde eu não sou convidado
O meu samba assim marcava na cadência os seus passos
O meu sonho se embalava no carinho dos seus braços
Hoje de teimoso eu passo bem em frente ao seu portão
Pra lembrar que sobra espaço no barraco e no cordão
Todo ano eu lhe fazia uma cabrocha de alta classe
De dourado eu lhe vestia pra que o povo admirasse
Eu não sei bem com certeza porque foi que um belo dia
Quem brincava de princesa acostumou na fantasia
Hoje eu vou sambar na pista, você vai de galeria
Quero que você me assista na mais fina companhia
Se você sentir saudade por favor não de na vista
Bate palmas com vontade, faz de conta que é turista
Hoje o samba saiu......................

domingo, 17 de agosto de 2008

Album Musical 2 - Francis Hime - making of - com Lenine

SAUDADES DE CAYMMI ............................



Morreu neste sábado, aos 94 anos, o cantor e compositor Dorival Caymmi, no Rio de Janeiro. Ele sofria de insuficiência renal e teve falência múltipla dos órgãos. Desde 1999, o cantor lutava contra um câncer renal e estava internado em casa há quase um ano.


Ele era casado com Stella Maris e deixa três filhos, Dori, Nana e Danilo, também músicos.


Segundo a família de Caymmi, o sepultamento deve acontecer na tarde deste domingo (17), no cemitério São João Batista, na Zona Sul do Rio.


Carreira


Caymmi nasceu em Salvador, na Bahia, no dia 30 de abril de 1914. Ele deixa mais de cem composições, entre elas 'Eu não tenho onde morar', 'Maracangalha', 'O que é que a baiana tem?' e 'Rosa Morena'.